Saiu o Roadmap do Rad Studio, veja o que vem por aí!

Essa semana saiu um artigo de Marco Cantú sobre as intenções da equipe de desenvolvimento do Rad Studio para o médio e longo prazo. Como eu antecipei no artigo “Rad Studio 10 Seattle – RX. O que houve com o XE9? o Rad Studio 10 Seattle de fato veio para ficar e não haverá (ao menos não há indícios) um Delphi 11 pela frente, o que irá mudar em cada versão é o nome da cidade homenageada, que nesta versão foi Seattle. Claro que em um momento de mudanças internas (Veja aqui o que vem pela frente com a IDERA) não será novidade se esse roadmap mudar, é até compreensível.

2016roadmap4O que podemos destacar do post do Cantú é que mais uma vez ele, assim como Atanas Popov, reforça que estão ouvindo a comunidade, clientes e parceiros e tentando anteder as principais revindicações entre elas menos versões novas no ano, update e upgrades melhores e principalmente mais qualidade no produto. Ainda de acordo com Cantu na trilhe de desenvolvimento estão o projeto “Big Ben” cujo principal objetivo é melhorar a experiência do usuários principalmente em relação ao processo de instalação que deverá utilizar a tecnologia GetIt para permitir que o usuário escolha o que quer instalar (totalmente alinhado com o que Atanas Popov disse aqui Meu Deus, o que a IDERA vai fazer com o Delphi!).

Além disso o projeto “Big Ben” ainda tratará de:

  • Separate or floating form designer for VCL & FMX

  • Refactoring in C++

  • FireUI App Preview – preview your forms on any target (desktop and mobile) while using the form designer in the IDE

  • FireMonkey Enhancements for Windows, Mac and mobile

    • Address Book/Contacts component

    • Style Designer & ListView Items Designer

    • Numerous other features including ListView touch animation, grid improvements, Windows accelerator key support, font enhancements and more

  • Multi-Device Designer Improvements

    • Including Form Designer Preview on Device

    • Android Wear Styling & new FireUI views

  • IoT or Internet of Things

    • Extended Bluetooth LE support

    • IoT connectivity framework that turns off-the-shelf and custom IoT smart devices, sensors, and wearables into easy-to-use API components

    • Support for Bluetooth LE and Z-Wave device components

    • ThingPoint – Enterprise access points for your IoT devices which extends EMS functionality

  • Window/VCL

    • Improvement to WinRT bridge including Bluetooth LE support for Windows 10

    • DirectX 12 Support

  • Delphi Compiler & Language

    • Native support for Utf8String type on all platforms

    • Support for weak and unsafe interface references on non-ARC platforms, like Windows

  • C++ CLANG 3.3 on all platforms

  • FireDAC Driver Updates – including Oracle, DB2, Interbase, SQLite, and Advantage

Na sequência está o projeto “Godzilla” que tende a ser uma grande realease que introduzirá o tão solicitado e aguardado desenvolvimento para Linux, segundo Cantú o time está há dois anos trabalhando nesta nova funcionalidade que inicialmente permitirá gerar módulos apache em WebBroker para aplicações DataSnap e EMS além de acesso a dados utilizando FireDac no Linuxe aplicações console para IoT. No primeiro momento as aplicações seriam suportadas distribuiçoes Unbutu e RedHat do Linux.

Na imagem acima do Radmap é possível ter um noção do que nos aguarda nas próximas versões ou ao menos pequenos atualizações do Delphi, agora como diz o Bruto do Delphi, sem mimimi e sem viadagens, se tem algo que você acha realmente importante e não está no Roadmap que tal fazer algo que útil, acessar o quality central e sugeri. Você também pode votar naquilo que acha mais importante e ajudar o time de desenvolvimento e colocar em produção.

Acesse o Quality Central: http://quality.embarcadero.com
Post Original: By Marco Cantú

E aí? Curtiu o artigo? Então deixe seu comentário!

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.