O Embarcadero Delphi ao longo dos anos

O nome Delphi (hoje Embarcadero Delphi) teve sua inspiração na cidade grega de Delfos. De acordo com a mitologia da Grécia antiga lá seria a única cidade onde era possível consultar o oráculo de Delfos. Trata-se de um compilador e uma IDE amplamente utilizada para desenvolvimento de softwares para Desktop, desenvolvimento mobile multiplataforma e compatível com todos os principais bancos de dados do mercado.

Este post fará um apanhado histórico dos principais momentos do Delphi desde o seu lançamento em 1995 até os dias atuais.

Os primórdios do Delphi

A história do Delphi está ligada também à história do Pascal e suas variantes. O Procedure Pascal foi lançado em 1970 e na década de 80 se popularizou por meio do Turbo Pascal. Na década de 90, com o surgimento e popularização do paradigma de linguagens orientadas a objetos, foi desenvolvido o Object Pascal. A versão orientada a objetos do Pascal tradicional.

Foi em cima da linguagem Object Pascal que o Delphi foi criado. O projeto iniciou na Borland ainda em 1993 e teve como um dos principais desenvolvedores e arquitetos o famoso Anders Heilsberg, que além de “pai” do Delphi, é considerado também o “pai” do C#, linguagem na qual também desempenhou um papel preponderante.

Os trabalhos culminaram em 1995 com o Delphi 1, o primeiro passo para uma série de versões que cada vez incorporariam mais funcionalidades e conceitos novos.

Os anos do Borland Delphi

A história do Delphi teve seu ponto de partida em 1995, quando a Borland lançou o Delphi 1 ,para Windows 3.1 de 16 bits. Esse lançamento ficou conhecido como uma das primeiras aplicações de desenvolvimento rápido, ou RAD (Rapid application Development). Sob direção da Borland, o Delphi ganharia novas versões até 2004.

Seguindo o Delphi 1, as versões 2,3,4 e 5 foram lançadas ano após ano e incorporaram suporte para geração de reports (Delphi 2), DLL debugging e DataSnap (Delphi 3), e funcionalidades de tradução e programação paralela no Delphi 5.

Em 2001 a Borland lançou a primeira versão do Delphi para Linux, o Kylix. Essa versão obteve vendas fracas e morreu após a sua terceira versão. Foi a primeira incursão do Delphi em ambientes Linux.

No mesmo ano de lançamento do Kylix foi desenvolvido o Delphi 6. Lançado pela primeira vez com suporte tanto para Linux como para Windows e voltado para desenvolvimento cross platform. Em 2002 foi a vez da versão mais bem sucedida dos IDEs da Borland ser lançada: o Delphi 7. Devido à sua estabilidade, a versão 7 do Delphi rapidamente se tornou a mais usada pelos desenvolvedores. 

Após o sucesso do Delphi 7 foi a vez de uma das mais criticadas versões ser lançada. O Delphi 8, de 2005, possuía uma interface muito similar ao rival Visual Studio e, de fato, era uma IDE compatível com o framework .NET. Foi muito criticada por sua baixa qualidade quando comparada com a versão 7 e por não gerar códigos nativos.

Os últimos anos do Delphi sob o comando da Borland foram marcados ainda pelo lançamento das seguintes versões:

  • Delphi 2005
  • Delphi 2006
  • Turbo Delphi and C++
  • Codegear Delphi 2007
  • Delphi Prism

O surgimento do Embarcadero Delphi

Em 2006 a Borland transferiu todo o desenvolvimento do Delphi para uma subsidiária independente, a Codegear. Essa mesma subsidiária foi vendida para a Embarcadero Technologies em 2008. 

Sob comando da Embarcadero e posteriormente Idera, novas versões continuaram a ser lançadas e uma nova família de produtos, a XE, foi criada. Os lançamentos após a aquisição da Embarcadero foram:

  • Embarcadero Delphi 2009
  • Embarcadero Delphi 2010
  • Embarcadero Delphi XE – 2011
  • Embarcadero Delphi XE2 – 2011
  • Embarcadero Delphi XE3 – 2012
  • Embarcadero Delphi XE4 – 2013
  • Embarcadero Delphi XE5 – 2013
  • Embarcadero Delphi XE6 – 2014
  • Embarcadero Delphi XE7 – 2014
  • Embarcadero Delphi XE8 – 2015
  • Embarcadero Delphi 10 Seattle – 2015
  • Embarcadero Delphi 10.1 Berlin – 2016
  • Embarcadero Delphi 10.2 Tokyo – 2017

A última versão lançada foi a Delphi 10.2 Tokyo, que adicionou suporte para Linux 64-bit e melhorias a IDE a no RTL. Atualmente o Delphi é um SDK completo para desenvolvimento para Desktop, Mobile, Web e aplicações de console com capacidade multiplataforma, podendo criar aplicações para Windows (x86 e x64), OS X, iOS e Android.

E aí, conhecia toda a história? Qual versão do Delphi é a melhor pra você até hoje? Deixe aqui nos comentários.

9 Comentários


  1. Apesar do sucesso do Delphi 7, que ainda hoje é usado, a última IDE supera as demais pela capacidade de gerar código para múltiplas plataformas, a adição de novos recursos e a capacidade de atualização aos novos tempos, já que hoje os ambientes são variados, IOT, mobile, desktop, embarcados.


  2. Até hoje eu não me esqueço do instalador do Delphi 1, que era um velocímetro de um carro – que ia de 0% até 100%! 🙂 Me lembro como se fosse ontem: eu lecionava em um curso técnico (ensinava Microsoft FoxPro) quando um professor amigo meu entrou na sala dos professores com uma cópia na mão dizendo: Prepara-se para conhecer uma nova linguagem de programação que vai dominar o mundo! hehehehe 🙂

E aí? Curtiu o artigo? Então deixe seu comentário!

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.