Nunca mais tenha que rodar scripts para atualizar seu banco de dados

Imagine um cenário onde você simplesmente instala seu sistema no cliente e escolhe qual banco quer usar e toda a base é gerada automaticamente.

Pense que você acabou de fechar com uma grande empresa que usa banco Oracle por exemplo e sem alterar uma linha de código sequer você colocar seu sistema para rodar no Oracle.

Seria um sonho você trocar de banco de dados assim como troca de roupa e seu sistema nem sequer ficar sabendo que algo mudou.

Tudo isso parece mentira não é? Parece algo difícil ou complexo de se fazer, não parece? MAS NÃO É!

Existe uma solução que faz esse trabalho pesado pra você. Chama-se OPF: Object Persitence Framework. 

E tem várias OPFs no mercados, algumas gratuitas, outras pagas. Umas que não tem atualização a algum tempo, outras que a cada nova versão do Delphi sai uma nova versão do OPF.

Algumas não tem documentação e suporte em português e outras você tem acesso direto ao desenvolvedor que criou a solução. Umas são mantidas por hobbie por apenas uma pessoas e outras são produtos de mercado com uma empresa multinacional por trás.

Traduzinho: Framework de mapeamento objeto relacional, em outras palavras, alguma coisa que vai conseguir traduzir tudo o que você programou no seu sistema em comandas SQL.

Agora vem o grande equívoco: A MAIORIA DAS PESSOAS, GERALMENTE MUITO MAL INFORMADAS, ACHA QUE UM OPF APENAS GERA OS COMANDOS DE INSERT, UPDATE E DELETE.

Não, isso é menos de 15% do que uma OPF faz, sabe a questão de trocar de banco como troca de roupa? Então, uma OPF é que te permite isso.

Ok, mas você esta pensando: “Mourão, esse lance de Objeto aí, significa que meu sistema tem que ser orientado a objetos? Se sim, não quero saber mais pois não sei nada de POO e não quero perder o poder RAD do Delphi”

Mais um mito de gente mal informada. Um OPF de verdade tem que facilitar sua vida e não lhe dar mais trabalho, lembra do que falei agora à pouco: Existe uma solução que faz esse trabalho pesado pra você.

Pensa em uma solução que:

  • Mesmo que seu sistema não seja POO você pode fazer engenharia reversa do banco e gerar as suas classes;
  • Você não tenha que abrir mão de todo o Poder RAD do Delphi;
  • Você possa continuar usando os DBEdits e DataSource para manipular seus objetos. Não, você não entendeu errado;
  • Tenha uma comunidade forte de usuários no Brasil que conta com a participação do criador da ferramenta para lhe ajudar.

Esta solução existe e chama-se TMS Aurelius!

Se tudo isso fez sentido para você então eu tenho uma excelente notícia para lhe dar. Amanhã às 9:00h eu junto com Wagner Landgraf lançaremos o curso de mapeamento objeto relacional com TMS Aurelius e 3 coisas importantes vão acontecer:

  1. Você poderá ganhar um licença free edition do Aurelius, inteiramente grátis se for um dos 100 primeiros
  2. Você terá 35% de desconto no lançamento do curso
  3. Você terá acesso a uma aula Bônus sobre Data Modeler, o mecanismo de engenharia reversa do Aurelius.

Então coloque seu celular para despertar, fica atento e seja um dos 100 primeiroa a garantir sua vaga no curso TMS Aurelius com Wagner Landgraf.

>>Clique aqui e seja avisado<<

Um abraço
Rodrigo Mourão