Linguagem Delphi, 7 posições em 12 meses, o que houve?

Fala pessoal, todos os meses o site tiobe.com divulga o índice de popularidade das linguagens de programação. A classificação é feita com base nos resultado de busca dos principais engines de busca do mercado. Como o próprio site enfatiza, este índice não tem o propósito de indicar a melhor ou pior linguagem de programação nem mesmo indicar qual linguagem é a mais utilizada no mundo do desenvolvimento de softwares.

Como a classificação é feita com base em resultado de busca sabemos que a quantidade de publicações sobre uma determinada linguagem afeta o resultado, e mais do que isso, a qualidade das publicações sendo esta última a que mais afeta o resultado. Desta forma quanto mais material de qualidade houver sobre uma determinada linguagem melhor será o ranking, pois se eu inicio uma pesquisa sobre LUA e os material encontrados não de má qualidade eu desisto de buscá-lo e vou procurar informações de outra maneira. No entendo que os materiais são de qualidade vou dar um like, comentar, divulgar, mais pessoas irão ler, o autor vai ficar feliz, publicar mais, mais pessoas vão achar, gostar, comentar, …… O resultado: aumento na posição do ranking.

ClRanking ObjectiveCaro que a moda (e não estou falando de moda praia) influencia a tendência, basta ver o boom do Objetive C no início de 2010 e seu declínio desdo o início de 2014. Os motivos são vários, entre eles a nova linguagem lançada pela Apple.

Mas o que me chamou a atenção de cara na publicação deste mês é que pela primeira vez (não me recordo disso ter acontecido antes) a linguagem Delphi figurou na frente do Visual Basic, quem é do ramo conhece bem a guerra que existe com a galera do “lado negro da força“. Brincadeira a parte esse dado me fez olhar com carinho para o ranking e analisar a evolução dos dados nos últimos anos. Claro que são interpretações muito pessoais e com base nos dados aos quais tenho acesso com uma grande pitada de palpite.

Ranking
Ranking de popularidade das linguagens de programação

Mais do que isso, um dados importantíssimo é que a popularidade da linguagem saltou em 1 ano da 17ª posição para a 10º posição. Sabe o que isso significa? Nada! Quando digo nada, diga nada com 100% de certeza, mas podemos concluir muita coisa:

  • Podemos concluir que no período de um ano mais material de qualidade foi publicado e com isso as buscas pela linguagem aumentarem;
  • Podemos concluir que no período de um ano algo aconteceu no mercado que impulsionou a comunidade de desenvolvedores a buscar sobre o assunto (XE 7 e XE 8)
  • Podemos concluir que as faculdades começaram a abordar Delphi nas aulas e os alunos passaram a buscar mais sobre o assunto. (Não custa sonhar)
  • E todas as outras conclusões por mais criativas que sejam

Não podemos afirmar nada com 100% de certeza pois nos faltam dados, como por exemplo: quantas faculdades adicionaram no currículo a linguagem Delphi? Por isso das possibilidades acima as duas primeiras são as mais plausíveis, sendo a segunda o que motiva a primeira. Porém podemos extrair alguns dados importantes se cruzarmos os rankings com ele mesmo. Mas isso é assunto para nosso próximo post.

E você? O que achou que aconteceu para a popularidade do Delphi subir 7 posições em 1 ano? Compartilhe sua visão com a gente, por mais criativa que seja.

Grande abraço, eu sou Rodrigo Mourão, e pela atenção obrigado!

Comentários

  1. O “parque instalado” de aplicações Delphi é enorme. Somando a isto todas as novas funcionalidades da linguagem, interpreto como tendência natural este aumento, onde profissionais liberais e fábricas de software buscam atualizar seus produtos para manter a competitividade.