Back-end

Resolução do Desafio do Canvas no Grid

Resolução do Desafio do Canvas no Grid

2 minutos E ai brutos? Quebrando tudo com as dicas que eu dei no post anterior? Tomara que sim. Estou passando por aqui rapidinho só pra postar a resolução dos dois desafios que eu deixei no meu último post. Não leu o post anterior? Clica aqui, vai lá, lê e tenta fazer. Se não conseguiu fazer, levante, encha os pulmões e grite 3 vezes bem alto pra todo mundo na firma ouvir: “Eu sou fraquinho!”. Depois disso volte aqui e veja a minha solução. Se Continue lendo

Canvas Grid

Canvas Grid

7 minutos E aí brutaiada, tudo certo? Depois de muito tempo hibernando, o Bruto do Delphi está de volta. E se vocês acham que eu esqueci do que eu prometi no último post, vocês se enganaram. Hoje, utilizando o que aprendemos no último post e algumas coisinhas mais, vamos personalizar um DBGrid e adicionar algumas funcionalidades interessantes ao mesmo. Vamos começar estudando o evento DrawColumnCell do nosso DBGrid , que vai ser onde grande parte da mágica vai acontecer. procedure TFrm_Receber.DBGrid1DrawColumnCell(Sender: TObject; const Rect: TRect; DataCol: Continue lendo

Programe para Android e iOS com um único fonte

Programe para Android e iOS com um único fonte

2 minutos Todos nós sabemos que hoje ter um aplicativo é fundamental para qualquer negócio e se uma empresa decide lançar uma aplicativo, seja ela de qual nicho for, esse aplicativo deve ter suporte ao Android e iOS que são as duas plataformas que dominam o mercado nacional. Em minhas palestras eu já me atrevo a dizer que mobile é passado, o presente agora é IoT, mas isso é assunto para outro post. Nós, desenvolvedores de sistemas, não temos que nos preocupar em lançar Continue lendo

Controle uma Aplicação Windows a partir de uma Aplicação Mobile com AppTethering

Controle uma Aplicação Windows a partir de uma Aplicação Mobile com AppTethering

menos de 1 minuto Perdeu o Delphi Academy? Seus problemas acabaram! Reveja aqui como controlar uma aplicação Windows a partir de uma aplicação Mobile com AppTethering. Este é um dos mais interessantes recursos que foi adicionar ao Delphi em suas últimas versões. Você praticamente pode compartilhar qualquer coisas entre dispositivos que estejam na mesma rede. Assista o vídeo e maravilhe-se com este recurso.  

LiveBinding, repense a forma de conectar a dados

LiveBinding, repense a forma de conectar a dados

2 minutos Desde o Delphi XE2 o LiveBinding é a mais nova opção para realizar ligação de dados, em tradução livre, entre nossos controles visuais com nossas fontes de dados . Na prática, LiveBinding é a mais nova framework, não de acesso a dados como muitos dizem por aí, mas sim de exibição de dados. Seria um substituto muito, mas muito mais elegante, eficiente e flexível do que os TFiledDataLink dos componentes Dataware. Para quem não sabe os componentes Dataware como DBEdit, DBCombo e Continue lendo

Como melhorar a performance de seus aplicativos

Como melhorar a performance de seus aplicativos

2 minutos Em todos os eventos que faço sempre bato na mesma tecla: Como melhorar a performance de seus aplicativos. Todas as semanas eu recebo em meu e-mail dúvidas de desenvolvedores com problemas de performance nos seus aplicativos mobile. Eu, como já conheço a forma como a grande parte dos desenvolvedores pensam, sempre sugiro não conectar direto à base de dados, usar um serviço baseado em REST para consumir os dados e trafegar as informações no formato JSON. Eu fico surpreso com a resposta, que Continue lendo

Introdução a Classe TCanvas no Delphi

Introdução a Classe TCanvas no Delphi

6 minutos Hoje vamos falar da mística classe TCanvas no Delphi. Basicamente podemos descrevê-la como um “wrapper” (encapsulamento) para as funções de desenho do Windows (GDI). Na prática ela serve para desenhar formas básicas, componentes, imagens, transparências, gradientes, etc. Agora os reclamões já devem estar resmungando: “Porra bruto, você vai ensinar a gente a desenhar quadradinhos e bolinhas na tela? Isso a gente encontra em 4 de cada 5 blogs de Delphi! ” Vou, vou ensinar a desenhar bolinhas e quadradinhos na tela sim Continue lendo

Sobrecarga (Overload) com aninhamento

Sobrecarga (Overload) com aninhamento

menos de 1 minuto Enfim chegamos ao final deste curso de fundamentos da Orientação a Objetos com Delphi. Faço votos que estes 10 aulas possam ter contribuído de fato e de verdade com seu aprendizado, o curso acabou mas você não precisa parar por ai. Deixe seu comentário com sua dúvida aqui no vídeo que terei enorme prazer em lhe responder. Nesta última aula sobre orientação a objetos vamos seguir no assunto de sobrecarga de métodos mostrando na prático como este recurso pode nos facilitar Continue lendo

Class/Record Helpers. Ato Final.

Class/Record Helpers. Ato Final.

6 minutos E ae brutaiada? Vou começar essa terceira, e tomara que última, parte falando duas coisas que eu não mencionei nos posts anteriores. Com class\record helpers é possível alterar os valores ou propriedades do objeto. Até agora todos os exemplos que eu dei simplesmente retornavam valores. Outra coisa é que não é possível ter dois helpers ativos para a mesma classe, logo vocês vão entender a importância dessas duas informações. Fazendo um revival rápido nos posts anteriores da série, vimos como criar um helper Continue lendo

Sobrecarga (Overload)

menos de 1 minuto Falar de programação orientada a objetos e não falar de sobrecarga de métodos é como ir a Roma e não ver o Papa, por isso nesta nona aula vamos abortar esse que é um dos assuntos que mais geram dúvidas quando nos referimos a orientação a objetos. Poder sobrecarregar nossos métodos evita obrigar aos que utilizam nossas classes a ter que realizar por exemplos conversões de tipo, isso aumenta a flexibilidade do uso dos recursos que dispomos em nossos objetos. Continue lendo

Classes Amigas

menos de 1 minuto Na aula anterior do nosso curso de orientação a objetos vimos o que são e como funcionam os escopos de visibilidade porém se tratando do Delphi é importante aprofundar o assunto e falar de um conceito pouco conhecido, as chamadas Classes Amigas. Nesta oitava aula vamos aprender sobre dois novos escopos de visibilidade: strict private e strict protected que servem justamente para restringir ainda mais o escopo de visibilidade das atributos e tratar a, digamos falha, que o scopo private Continue lendo

Escopo

menos de 1 minuto Já que na última aula do curso de orientação a objetos falamos de encapsulamento precisamos entender melhor o conceito de escopo de visibilidade já que a encapsulamento só é possível graças a estes escopos. Na sétima aula do nosso curso de orientação vemos ver quais são e para que servem cada um dos escopos de visibilidade presentes no Delphi e como utilizar corretamente cada um deles em nossos projetos. Curta a nossa página no Facebook: http://fb.com/blogrodrigomourao Inscreva-se no nosso canal, Continue lendo

Saiu o Roadmap do Rad Studio, veja o que vem por aí!

Saiu o Roadmap do Rad Studio, veja o que vem por aí!

O que podemos destacar do post do Cantú é que mais uma vez ele, assim como Atanas Popov, reforça que estão ouvindo a comunidade, clientes e parceiros e tentando anteder as principais revindicações entre elas menos versões novas no ano, update e upgrades melhores e principalmente mais qualidade no produto.

Construtores e Destrutores

menos de 1 minuto Como vimos na aula 2 do nosso curso de orientação a objetos, essa forma de programar está apioada nos conceitos de classes e objetos. Para que possamos “dar vida” as nossas classes e transformá-las em objetos que podem ser manipulados na memória temos que usar um recurso importante dentro da orientação a objetos: o construtor. Nesta sexta aula veremos o que é e para que serve os construtores de objetos e como eles são implementados no Delphi, além disso também Continue lendo

Polimorfismo

menos de 1 minuto Polimorfismo significa “muitas formas”, na prática é a capacidade que um mesmo método tem de se comportar de maneiras diferentes dependendo da classe de onde ele foi invocado. Esse é um recurso importantíssimo na orientação a objetos no que diz respeito ao reaproveitamento de códigos uma vez que com ele podemos criar rotina que se “adaptam” a situação ao qual estão inseridas. Nesta quinta aula vamos ver como o polimorfismo é implementado no Delphi. Curta a nossa página no Facebook: Continue lendo